Drenagem sustentável – exemplo na Baixada Fluminense

No post 5 BENEFÍCIOS DO CONDOMÍNIO COM DRENAGEM SUSTENTÁVEL listamos algumas das vantagens de se utilizar medidas sustentáveis na drenagem das águas pluviais. Hoje vamos apresentar um estudo desenvolvido pela AquaFluxus para um empreendimento na Baixada Fluminense que exemplifica, de forma mais prática, os benefícios da drenagem sustentável. O estudo diz respeito à análise hidrodinâmica do funcionamento de uma bacia de retenção projetada para amortecer a drenagem pluvial de uma microbacia urbana, que sofre constantes alagamentos no período do verão. Essa microbacia drena para o Rio Sarapuí, pela sua margem esquerda.  O resultado apresentou a melhor configuração do layout da Bacia de Retenção, considerando as restrições de área impostas pela Prefeitura de Mesquita, otimizada para amortecer os escoamentos pluviais resultantes de chuvas com tempos de recorrência de até 50 anos.

A concepção do projeto de drenagem dessa microbacia urbana considera a implementação de uma bacia de retenção para amortecer as águas de chuva antes que sejam lançadas no Rio Sarapuí. Dessa maneira, foi projetada uma estrutura de retenção de escoamentos pluviais que possa ser associada a usos de lazer em sua área interna, garantindo o uso social do espaço urbano, através da valorização ambiental e urbana de toda a vizinhança. É o que chamamos de paisagem multifuncional, semelhante ao parques para prática de skate na Dinamarca apresentados no post SKATEPARKS: SOLUÇÃO INTERESSANTE PARA A DRENAGEM URBANA. O layout da bacia de retenção está apresentado na figura abaixo.

Layout de implantação do projeto da bacia de retenção.

Após a elaboração dos estudos hidrológicos foi realizada a modelagem da área para a avaliação do funcionamento hidrodinâmico da bacia de retenção.

Os resultados das simulações permitiram a análise das cotas de nível d’água de enchimento da bacia de retenção para cada cenário, além das vazões de saída da bacia e, assim, a observação da eficiência do amortecimento. Essa eficiência é dada pela relação entre a diferença dos picos do hidrograma de entrada e saída.

Os resultados da avaliação hidrodinâmica são apresentados em forma de hidrogramas afluentes e efluentes à bacia de retenção e cotagramas de cheia, como mostra o esquema da figura abaixo.

Localização dos resultados de hidrogramas e cotagramas apresentados

A Tabela 1 apresenta as eficiências de amortecimento para cada chuva de projeto.

Tabela 1: Eficiência de amortecimento da bacia de retenção Celso Peçanha.

O gráfico da figura a seguir apresenta as eficiências de amortecimento para cada chuva de projeto, por meio de hidrogramas de cheia afluentes e efluentes à bacia de retenção Celso Peçanha. Observa-se que a bacia de retenção proporciona um amortecimento significativo, chegando a uma eficiência de 84% para a chuva com TR 50 anos.

Hidrogramas afluentes e efluentes para todas as chuvas simuladas.

O padrão de enchimento da bacia de retenção pode ser visto na figura abaixo, que apresenta os cotagramas de cheia na área interna da bacia, para cada chuva de projeto.

 

Cotagramas de cheia da bacia de retenção para chuvas simuladas.

Diante dos resultados desse estudo, podemos perceber mais uma vez como é vantajoso se utilizar de medidas de drenagem sustentável!

 

___________

Imagem de capa: PAC, 2012 – https://www.flickr.com/photos/pacgov/12330394623/in/photostream/

Recommended Posts

Leave a Comment